CENTRAL DE ATENDIMENTO: 11 94244 1286 SEGUNDA A SEXTA, DAS 8H ÀS 17H48

Mulheres no Mercado Corporativo

índice

A cada dia que passa as mulheres estão cada vez ganhando mais força em espaços que até pouco tempo eram dominados pelo universo masculino: política, economia, saúde, cultura, meios de comunicação, artes e, como não poderia deixar de ser, no mundo corporativo.

Segundo dados publicados pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo (SEBRAE/SP, 2017), em 2000 as mulheres representavam 28,4% do empresariado paulista. Em 2010, elas deram um salto para 34,9% dos empresários no estado.

Um estudo da Serasa Experian (2015) revela que o Brasil possui 5.693.694 mulheres empreendedoras, o que representa 8% da população feminina do país. Isso significa que 43% dos donos de negócios do país são do sexo feminino, e 57% são homens. Do total das empresas ativas no Brasil, 30% tem mulheres como sócias.

Ainda segundo essa pesquisa (SERASA EXPERIAN, 2015), do total de empreendedoras do Brasil, 73% são sócias de micro ou pequenas empresas. O percentual sobe para 98,5% quando são contabilizadas, também, as empresas do tipo Micro Empreendedor Individual (MEI). Mais de 1,3 milhão de mulheres brasileiras são sócias de MEI.

Grandes corporações como a Coca-Cola, eBay, Walmart e Dell, entre tantas outras, divulgaram recentemente metas para elevar a participação de mulheres em seu quadro de líderes e estão trabalhando fortemente nisso, entendendo que essa ação favorece a saúde e a lucratividade da empresa, conforme reportagem da Revista HSM Management (BARSH, 2015).

Nesse contexto, a consultoria McKinsey publicou em reportagem da Revista Exame (MANO; SCHERER, 2017, online), dados que comprovam que em empresas com diversidade de gênero na gestão, o resultado financeiro é 15% superior em relação à média de suas concorrentes diretas. Quando há também a diversidade étnica na liderança, os resultados são 35% maiores. O apelo se estende à economia global. De acordo com o mesmo estudo, num cenário em que todos os países alcançassem a equiparação de gêneros, 28 trilhões de dólares seriam adicionados ao Produto Interno Bruto (PIB) global anual até 2025.

Nesse sentido, dentre as características que a Revista HSM Management (BARSH, 2017) enumera como diferenciais-chave das mulheres está a capacidade de trazer criatividade e inovação para a empresa.

De acordo com esse cenário podemos dizer, sem sombra de dúvidas, que a movimentação feminina está apenas começando a ganhar força de mercado e ainda tem um grande espaço para crescer e se estabelecer de forma definitiva, ocupando um posto de igualdade e gerando um grande impacto no mundo dos negócios.

Fontes:

BARSH, Joanna. A ascensão das mulheres e a transformação do capitalismo. Revista HSM Management, n. 109, mar-abr. 2015.

MANO, Cristiane; SCHERER, Aline. As empresas que mais promovem mulheres no Brasil. Revista Exame. Publicado em 20/10/2017. Disponível em: <https://exame.abril.com.br/revista-exame/mulheres-no-topo-2/>. Acesso em 07 fev. 2020.

SERASA EXPERIAN. Brasil tem mais de 5 milhões de mulheres empreendedoras, revela estudo inédito da Serasa Experian. Marketing Services: Notícias. Publicado em 23/02/2015. Disponível em: <http://noticias.serasaexperian.com.br/blog/2015/02/23/brasil-tem-mais-de-5-milhoes-de-mulheres-empreendedoras-revela-estudo-inedito-da-serasa-experian/>. Acesso em 07 fev. 2020.

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DE SÃO PAULO – SEBRAE/SP. Empreendedorismo feminino: cresce o número de mulheres empresárias. Estudo de mercado. Publicado em 17/10/2017. Disponível em: <http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ufs/sp/bis/empreendedorismo-feminino-cresce-o-numero-de-mulheres-no-negocio,852aff9f3862f510VgnVCM1000004c00210aRCRD?origem=estadual&codUf=26>. Acesso em 07 fev. 2020.

Autora:

KELI DE ARAUJO ROCHA é advogada, bacharel e licenciada em Direito e Gestão de Turismo, especialista em Planejamento Educacional e Docência do Ensino Superior, especialista em Práticas Gastronômicas e Negócios em Alimentação, especialista em Master Business Innovation (MBI) e mestre em Educação. Foi bolsista do CNPq no Programa Agentes Locais de Inovação (em parceria com o SEBRAE), coordenadora de cursos de pós-graduação, professora e orientadora em cursos técnicos, graduação e pós-graduação nas modalidades presencial e EaD.

Pólis Cursos

Pólis Cursos

É uma organização fundada e dirigida por professores universitários atuantes há mais de 20 anos em cursos de graduação e de pós-graduação em diversas IES dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, período em que construiram sólida vivência no planejamento e coordenação de cursos.

Leia também...

No cenário contemporâneo, a saúde e segurança no ambiente de trabalho são questões de extrema relevância, pois afetam diretamente o...

No cenário da saúde, muitos profissionais têm sua formação baseada na excelência clínica, porém, nem sempre estão preparados para lidar...

A Prova de Título de Especialista em Medicina do Trabalho, emitida pela Associação Nacional de Medicina do Trabalho (ANAMT), é...

Escolha sua platafroma